Cinema, Destination Image and Place Branding Cinema, Destination Image & Place Branding - Page 45

TORRE DE BABEL - UMA NOVA METODOLOGIA PARA AFERIR O VALOR DAS MARCAS DE DESTINO A NÍVEL MUNDIAL posteriormente elaboradas as teorias substantivas, isto é, “o conjunto de categorias (conceitos) sistematicamente inter-relacionadas através de sentenças de relacionamento [proposições] que irão formar o esquema teórico mais apropriado à explicação e compreensão dos fenómenos” (Strauss e Corbin, 1998, p. 22). Nou- tros termos, neste projeto, o modelo teórico-concetual não é o ponto de partida, mas sim o ponto de chegada. Além de comparar a performance das marcas de destino, pretende-se encon- trar respostas para questão centrais do turismo em áreas nunca exploradas. Por exemplo, quais são os atributos nucleares de um ‘destino de sonho’? Poderão os ‘destinos de sonho’ ser descritos a partir de certos atributos invariantes, comuns a todas as culturas ou, pelo contrário, serão todos os seus atributos culturalmente determinados? O mesmo tipo de questões poderá ser endereçado aos destino-produto (i.e., turismo de sol e mar, rural, cultural, urbano, de montanha, religioso, etc.) O projeto teve início em Abril de 2015 e está a ser implementado por uma rede colaborativa de 35 elementos, maioritariamente investigadores séniores afetos a 30 centros de investigação e universidades de três continentes (Europa, Ásia e América), os quais são responsáveis pela recolha de dados, com base num um inquérito online, disponível em 35 idiomas, designadamente 25 línguas europeias (inglês, espanhol, alemão, francês, português, russo, turco, italiano, polaco, holandês, húngaro, dinamarquês, checo, eslovaco, sueco, catalão, norueguês, grego, romeno, búlgaro, croata, lituano, letão, albanês e arménio) e 10 línguas asiáticas (chinês tradicional, chinês simplificado, árabe, japonês, coreano, indonésio, hindu, tailandês, persa e nepalês). Os questionários e a informação sobre o projeto, bem como sobre a rede que o suporta, estão disponíveis na plataforma ‘Favourite Destinations’: http://favourite destinations.com/en/. A filosofia que está subjacente à identidade da marca ‘Torre de Babel’ foi concebida de modo a que, no momento em que respondem ao inquérito, os inquiridos tenham a sua atenção focada na diversidade linguística e cultural, evitando assim que ancorem a sua atitude de resposta na lógica estratégica implícita aos inúmeros sistemas online que criação ‘best destinations’: fazer eleger como destino preferido seu próprio país (região ou cidade) de residência. Referências bibliográficas Aaker, D.A. (1991). Managing brand equity. New York: The Free Press. Aaker, D.A. (1996). Building strong brands. New York: The Free Press. return to the content page 45