Cinema, Destination Image and Place Branding Cinema, Destination Image & Place Branding - Page 40

CINEMA, DESTINATION IMAGE & PLACE BRANDING 4.1. Pressupostos epistemológicos e metodológicos O desenvolvimento de um modelo empírico global, para avaliar a per- formance das marcas de destino que competem entre si nos mercados internacionais, só será um empreendimento bem-sucedido se cumprir três condições em simultâneo: 1) Garantir a sua fiabilidade metodológica; 2) Ser de fácil operacionalização e utilização; 3) Ser considerado útil por parte dos profissionais do turismo e dos responsáveis das OGD, isto é, funcionar como um sistema de suporte às decisões de marketing turístico No entanto, estas três condições parecem incompatíveis, já que a exigência de fiabilidade metodológica impede o recurso à solução simplista, reducionista, que consiste em colocar um sinal de igualdade entre ‘destino’ e ‘país’ ou entre ‘destino’ e ‘cidade’ (este é justamente o pecado capital dos autores de sistemas de monitorização como o “Country Brand Index”, o “Nation Brand Index” ou o “City Brand Index”). Além disso, um modelo capaz de aferir a performance das marcas dos inúmeros destinos em simultâneo, que concorrem entre si num mercado mundial altamente competitivo e complexo, só terá grande utilidade (enquanto sistema de suporte às decisões de marketing), se permitir aferir/monitorizar em simultâneo todas as marcas de destino que estão em concorrência. Preconiza-se portanto a criação de um método capaz de “extrair” o máximo possível de infor - mação revelante (sobre o valor das marcas de destino) disponível na mente de qualquer consumidor/turista (atual ou potencial), de qualquer país do mundo, sem limitar as suas respostas a um leque de opções. Note-se que a comparação entre (marcas de) destinos é feita primariamente pelos turistas (atuais e potenciais), já que são eles que tomam decisões sobre as suas férias. Por conseguinte, se queremos compreender o papel do valor das marcas na tomada de decisão sobre destinos de férias, devemos criar instrumentos empíricos que permitam aferir o valor relativo das marcas de destino num contexto de eventuais escolhas futuras. A Figura 5 compara e descreve sucintamente a situação atual dos estudos sobre valor de marcas de destino com a situação por nós preconizada. Atualmente, assiste-se a uma profusão de estudos sobre valor de marcas de destino, geralmente focados num destino turístico particular ou, no melhor dos casos, na 40 return to the content page