Cinema, Destination Image and Place Branding Cinema, Destination Image & Place Branding - Page 100

CINEMA, DESTINATION IMAGE & PLACE BRANDING Conclusões Este trabalha visou relacionar a capacidade que os filmes possuem como ferramenta de promoção e a popularidade de um destino turístico, em especial o município de Cabaceiras, no Cariri paraibano. Ao se tornar o filme brasileir o mais visto em 2000, ‘O Auto da Compadecida’ transformou o município no novo polo cinematográfico nordestino, gerando um efeito em dominó, uma vez que outros filmes utilizaram o cenário inóspito da região como palco de atuação, e cada vez mais espectadores conheceram o Sertão Nordestino. Se a sociedade moderna vive a era das imagens, boa parte da comunicação e da informação se processa através do fenômeno imagético. A imagem tem o poder de influenciar atitudes e comportamentos, onde o modo como o espec - tador percebe o lugar representado acaba por condicionar tais atitudes e decisões espaciais. Os lugares filmados, ao serem disseminados por uma gama cada vez maior de meios de difusão, como cinema, TV e internet atingem um público maciço, onde a imagem atrativa acaba por ser inserida em um roteiro turístico, gerando uma nova funcionalidade para o espaço ao criar lugares específicos e territorializar a atividade do turismo (Fernandes, 2013: 240- 241). O município de Cabaceiras, durante todo o século XX, tornou-se cenário de inúmeras obras cinematográficas que representavam sua paisagem natural e patrimônio cultural. Entretanto, a partir de “O Auto da Compadecida”, baseado na obra de Ariano Suassuna, poeta regional, associado a investimentos públicos para disseminar uma imagem de polo cinematográfico em pleno Sertão, as atividades turísticas induzidas pelo filme tornaram-se incipientes, gerando renda e dinami - zando a economia, mesmo que de modo parco. Se as imagens influenciam os gostos, as ideias e condutas de quem as vê, a atração ou repulsão que elas geram proporcionam sentimentos topofílicos ou topofóbicos, respectivamente. No caso do Cariri paraibano, estes sentimentos se mesclam quando imagens de um geopatrimônio belíssimo e um patrimônio cultural rico é mostrado ao lado de condições de vida miserável de um povo que vive de maneira tradicional, sem os benesses da vida urbana moderna. Talvez este misto de atração e repulsão seja a causa de que, verdadeiramente, um fenômeno de turismo induzido pelos filmes não tenha se processado de maneira efetiva em Cabaceiras, o que requer novas estratégicas para reajustar e melhorar esta imagem fraca e contraditória. 100 return to the content page