Cientistas: feminino e plural CientistasFemininoEPlural - Page 15

CIENTISTAS: FEMININO E PLURAL a ser questionada. Em contraposição às dúvidas de personalidades como o naturalista evolucionista britânico Charles Darwin – que acreditava que a genialidade era dominada pelos homens – e o matemático italiano Gino Loria – que frisava que nenhuma mulher poderia ser comparada a Pitágoras, Arquimedes ou Newton --, feministas europeus e americanos se apoiaram na estratégia de enfatizar e dar visibilidade aos grandes feitos das cientistas. Surge daí, no início do século XX, a primeira obra com foco no papel das mulheres na área: Woman in Science , de H.J. Mozans (pseudônimo do padre John Augustine Zahm). Anos mais tarde, em 1965, a famosa revista Science divulgou um artigo em que debatia a razão pela qual existiam tão poucas pessoas do gênero feminino na campo científico. Entre as respostas, eram apresentadas a falta de independência no trabalho e conflito entre a carreira, a maternidade e o casamento. 15