A Capitolina 5, maio 2014 - Page 26

25 A Capitolina

Quando eu escrevo

Muitos escritores procuram tranquilidade ao escrever, mas minhas melhores histórias são escritas quando estou ouvindo um bom clássico do rock, como Deep Purple (que adoro), AC/DC, Metallica, Thin Lizzy, etc. Talvez o meu gênero principal exija isso, que é o dark fantasy. As últimas duas histórias que escrevi desse gênero pertencem a minha série “Caçadores de Demônios”, que está sendo disponibilizada gratuitamente no site “Fantastiverso” (http://www.fantastiverso.com.br/cacadores.html). Quem ler vai perceber a agitação e o forte apego que tenho ao rock. Escrevi um romance que leva o mesmo título, mas que infelizmente ainda está parado na editora. É ação do começo ao fim.

Alguns escritores possuem uma rotina ao escrever. Gosto de ter total liberdade para criar minhas histórias e escrevo quando tenho vontade, então não tenho uma hora certa do dia para isso, mas como trabalho muito em vários projetos, é a noite e nas madrugadas que mais escrevo. Confesso que tem dias que tenho muito mais vontade de escrever e acredito que isso já é algo emocional mesmo, então aproveito ao máximo para produzir. Algo interessante é que adoro petiscar algo quando estou escrevendo, de preferência um pedaço de chocolate, pizza fria e adormecida (que é muito melhor), batatas fritas, etc. Espero que meu médico não leia isso :)

pascale@cranik.com

odesejodelilith.blogspot.com

Ademir pascale

O autor de O Desejo de Lilith, Caçadores de Demônio, Encruzilhada e outros, conta para A Capitolina como é o seu processo criativo!