A Capitolina 5, maio 2014 - Page 18

Claudia Salviano Andrello

capitolina entrevista

17 A Capitolina

De onde vem o seu fascínio pelo gótico?

Meu fascínio pelo universo gótico vem desde que ainda possuía a idade de oito anos de idade. Amava brincar de fazer covinhas e colocar cruzinhas no jardim de minha casa. Sei que não passava de uma criança inocente e leiga, porém, algo dentro do meu ser gritava sem que me desse conta do que realmente pudesse se tratar. Fui crescendo e sentia que era um pouco diferente dos outros adolescentes de minha idade, pois encontrava-me sempre sozinha pelos cantos e com a mente voltada para uma forma de poesia um tanto quanto diferente do que se é considerado “normal.” Passei com isso a escrever diversos poemas voltados ao universo gótico. Poemas onde minha alma transparece o modo como vejo o mundo; poemas soturnos e profundos. Aos doze anos de idade me apaixonei por Drácula de Bram Stoker e daí por diante, me identifiquei muito com o vampirismo. Não que eu saia por ai tomando o sangue das pessoas, mas me identifiquei com a maneira por eles vivida e também por suas roupas incrivelmente românticas e sensuais.

Resumindo: Creio que meu fascínio pelo gótico vem de outras vidas